Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus realiza Dia D de valorização da vida
Início do conteúdo da página Notícias

Campus realiza Dia D de valorização da vida

A atividade aconteceu no dia 28 de setembro em alusão ao Setembro Amarelo – mês de promoção da saúde mental e prevenção do suicídio.
  • Com informações do Campus
  • publicado 04/10/2018 10h29
  • última modificação 04/10/2018 10h29

Durante as atividades os estudantes do Campus apresentaram poesias autorais, música, dramatização e dança, além de manifestações para tratar sobre a valorização da vida.

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Imperatriz realizou, no último dia 28 de setembro, o Dia D de valorização da vida no Campus. A atividade é uma referência ao Setembro Amarelo – mês de promoção da saúde mental e prevenção do suicídio. Ao longo do mês, membros da comissão local de promoção da saúde mental e prevenção do suicídio no Campus passaram nas turmas, convidando os alunos para organizarem apresentações e atividades para este dia. Eles apresentaram poesias autorais, música, dramatização e dança, além de manifestações para tratar sobre a valorização da vida. As atividades ocorreram nos três turnos.

A psicóloga do Campus, Maiara Muniz, avaliou de forma positiva a ação desenvolvida no Campus. “A equipe ficou muito feliz e surpresa com a adesão dos alunos à atividade. Vimos muito empenho, muito interesse e muita vontade de colaborar. Alunos produziram poesias próprias, compuseram letras de música, se apresentaram, tocaram… Pudemos ver uma diversidade de talentos e como todos estavam levando a sério a importância da temática”, declarou.

Para a estudante do curso técnico em Edificações, Maria Clara, é preciso estar consciente da gravidade do problema que envolve a depressão para poder ajudar quem está próximo. “Muitas vezes não temos ideia da gravidade do assunto, de quão próximo a depressão pode estar da gente. O número de jovens e adultos que pensam em cometer suicídio é alarmante, e só vem crescendo. Muitas vezes o que precisamos é saber que temos voz e que o assunto é tratado com seriedade”, disse.

Já a estudante do curso técnico em Informática, Iris Juliana, destacou que o problema pode estar no âmbito escolar, mas também fora dele. “Ações como essas são importantes para conscientizar os próprios alunos a cuidar de si mesmos e dos outros, se preocupando sempre com os que estão ao seu redor, para proporcionar o melhor bem-estar àquelas pessoas”, afirmou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página