Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus Imperatriz sedia reunião do Colégio de Dirigentes
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Imperatriz sedia reunião do Colégio de Dirigentes

Colegiado aprovou o Manual de procedimentos de Enfermagem e o Regulamento do Programa Universidade Aberta do Brasil.
  • Maycon Rangel
  • publicado 26/09/2019 13h24
  • última modificação 26/09/2019 13h24

(Da esq. à dir.) Roberto Brandão e Saulo Cardoso

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Imperatriz sediou, no dia 19 de setembro, a 96ª Reunião do Colégio de Dirigentes (Coldir), da qual participaram o reitor, pró-reitores, diretores sistêmicos e diretores de campus. Na reunião, foram apresentadas e discutidas as seguintes pautas: Plano de Desenvolvimento de Pessoas do IFMA; Manual de normas e procedimentos do serviço de Enfermagem; Revisão de processos de adicionais ocupacionais; Questões relacionadas a obras, reformas, serviços de manutenção e projetos de engenharia em andamento; Regulamentação do Programa Universidade Aberta do Brasil – UAB no IFMA; e Sistemas de provas digitais.

O diretor geral do campus, Saulo Cardoso, deu as boas-vindas aos dirigentes. “O IFMA está muito bem representado por cada um de vocês. Sejam muito bem-vindos. Essa cada é nossa!”. Na ocasião, a assistente em Administração Maxwellma Sousa fez uma apresentação sobre as ações do Campus Imperatriz nas áreas de ensino, pesquisa, extensão e inovação. O reitor e presidente do Coldir, Roberto Brandão, parabenizou os servidores do campus pelo empenho na oferta de uma educação profissional e tecnológica de qualidade. “Essas ações demonstram o alcance social que o IFMA tem em nosso Estado. O Campus Imperatriz já se consolidou como uma referência de educação de qualidade na região tocantina”.

 

Mais fotos

Confira, a seguir, as pautas discutidas durante a Reunião:

 

Plano de Desenvolvimento de Pessoas (PDP)

O Decreto nº 9.991, de 28 de agosto de 2019, que dispõe sobre a Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoas da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, estabeleceu que cada órgão e entidade integrante do SIPEC deverá elaborar anualmente o seu Plano de Desenvolvimento de Pessoas (PDP), que terá vigência no ano seguinte, com a finalidade de elencar as ações de desenvolvimento de pessoal necessárias ao alcance dos objetivos institucionais. Na mesma direção, a Instrução Normativa nº 201, de 11 de setembro de 2019, traz os critérios e procedimentos específicos para a implementação da política.

De acordo com o Decreto e a Instrução Normativa, a elaboração, o monitoramento e avaliação do PDP serão realizados por meio de sistema informatizado disponibilizado pelo órgão central do SIPEC. Neste ano, o PDP deve ser disponibilizado no sistema do SIPEC até o dia 15 de outubro. O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Carlos César Teixeira, e a diretora de Planejamento Institucional e Desenvolvimento Humano, Clarisse Medeiros, apresentaram as principais mudanças trazidas pelo Decreto e os prazos para elaboração e envio do PDP do IFMA.

Todos os servidores terão acesso ao questionário eletrônico de coleta de dados, que visa levantar as necessidades institucionais de desenvolvimento de pessoal. Cada campus irá aprovar o seu PDP, por meio de uma comissão local e, posteriormente, a Comissão Central vai sistematizar o PDP do IFMA, que necessita ser aprovado pelo reitor antes do envio para o SIPEC. No período de 23 de setembro a 05 de outubro, a Comissão Central também ficará responsável pela revisão dos atos normativos internos, de modo a adequá-los às novas diretrizes do Decreto.

O sistema de coletas do IFMA vai utilizar a mesma metodologia do Guia para Elaboração do PDP, baseada em quatro itens: 1) Pense em um curso; 2) Qual a área de atuação desse curso?; 3) Qual o objeto temático dentro da área de atuação escolhida?; 4) Agora descreva a necessidade. O questionário estará disponível no SUAP até o dia 01 de outubro.

 

Manual de normas e procedimentos do serviço de Enfermagem

Com o objetivo de divulgar e alinhar orientações administrativas e técnicas de relevância como subsídio para a eficácia do processo de trabalho da Enfermagem no IFMA, o Coldir aprovou o Manual de normas e procedimentos do serviço de Enfermagem. O objetivo do documento é garantir a padronização de tarefas a serem realizadas com alunos e servidores, garantindo ao usuário uma assistência de enfermagem de qualidade.

A elaboração do manual busca respaldar a atuação do enfermeiro no ambiente escolar e se alinha ao programa de assistência à saúde do estudante, um dos eixos da Política de Assistência ao Educando do IFMA. O objetivo do programa é a promoção da saúde e a prevenção de doenças, na perspectiva do fortalecimento da autoestima, da ressignificação de valores e atitudes socioculturais e pessoais. Além disso, se baseia em Procedimentos Operacionais Padrão (POPs), que consistem em conjuntos de informações que são documentadas com o objetivo de padronizar e otimizar atividades, departamentos ou rotinas de trabalho. A apresentação foi realizada pela diretora de Assuntos Estudantis, Dayse Araújo; e pelas enfermeiras Janara Leal (Campus Imperatriz) e Andressa da Silva (Campus Açailândia), membros da comissão elaboradora do documento.

 

Regulamento do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB)

O Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) busca ampliar e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior, por meio da educação a distância. A prioridade é oferecer formação inicial a professores em efetivo exercício na educação básica pública, porém ainda sem graduação, além de formação continuada àqueles já graduados. Também pretende ofertar cursos a dirigentes, gestores e outros profissionais da Educação Básica da rede pública.

A diretora do Centro de Referência Tecnológica (Certec) do IFMA, Simone Santos, e coordenadora-geral do programa no IFMA, Débora Ribeiro, apresentaram a proposta de novo regulamento da UAB, que estabelece normas para a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes dos cursos e programas de formação inicial e continuada de professores para a Educação Básica, ofertas de cursos, seleção de profissionais, dentre outros aspectos.

 

Revisão de processos de adicionais ocupacionais e Manutenção predial

Em janeiro deste ano, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão suspendeu o pagamento dos adicionais de insalubridade, periculosidade, irradiação ionizante ou gratificação por trabalhos com raios-x ou substâncias radioativas aos servidores e gestores. Contudo, uma decisão judicial do mês de setembro restabeleceu os benefícios suspensos, com exceção dos que haviam sido periciados e indeferidos, até que seja feita nova perícia. Ainda de acordo com a decisão, uma vez concluído o laudo da perícia, o adicional ocupacional será suspenso, caso o parecer seja desfavorável ao servidor.

O diretor de Gestão e Infraestrutura da Pró-Reitoria de Administração, Berto de Tácio Gomes, apresentou aos dirigentes a situação dos processos de revisão desses adicionais, mostrando o quantitativo de processos que já foram revisados e dos que ainda estão pendentes. Neste ano, ainda há quatro campi que receberão a visita da Comissão de Perícias Trabalhistas: Barreirinhas, Santa Inês, São Raimundo das Mangabeiras e Zé Doca.

Berto de Tárcio também deu informes sobre o contrato de manutenção predial do IFMA, destacando aspectos que devem ser observados pelos dirigentes na contratação de serviços e os trâmites necessários para o cumprimento de um dos objetivos estratégicos presentes no Mapa Estratégico 2016-2020 do Instituto: “Adequar e consolidar a infraestrutura acadêmica, administrativa e tecnológica”.

 

Sistema de provas digitais

O coordenador de projetos educacionais da A-MIGO Technologies, Hélder Pereira, apresentou aos dirigentes o sistema de provas digitais desenvolvido pela empresa. A solução tecnológica visa reduzir o consumo de papel e também otimizar o trabalho do professor na elaboração de provas de avaliação, possibilitando o uso de tipologias diversificadas de questões, provas personalizadas para grupos de alunos, criação de um banco de perguntas e a geração automática de resultados imediatos por aluno, turma, pergunta e prova.

O software será disponibilizado para uso em um projeto-piloto no IFMA. Será realizada uma ação de formação de curta duração (4 horas), que vai capacitar os professores participantes a utilizarem a ferramenta. Os campi que irão participar do projeto-piloto são: Carolina, Açailândia, Itapecuru-Mirim, Rosário, Pedreiras, Barreirinhas, São Raimundo das Mangabeiras, São João dos Patos, Alcântara, Barra do Corda, Caxias, Pinheiro, Araioses, Viana, São Luís – Centro Histórico, São Luís – Maracanã, São Luís – Monte Castelo, Coelho Neto, Porto Franco e o Centro de Referência Tecnológica (Certec).

 

Construção do Campus Avançado Porto Franco

Durante a Reunião, o IFMA e a empresa Topázio Construções Ltda. assinaram o contrato e a Ordem de Serviço (OS) para a execução dos serviços remanescentes de edificação do Campus Avançado Porto Franco, com prazo de até 30 dias para a retomada das obras. O contrato e a OS foram assinados pelo reitor Roberto Brandão; pelo diretor de Gestão e Infraestrutura da Pró-Reitoria de Administração, Berto de Tácio Gomes; pelo sócio proprietário da Topázio Construções, Valdine dos Santos; e pelo diretor geral do campus, Júlio César Nascimento. Na ocasião, os gestores também visitaram as obras da Biblioteca do Campus Imperatriz, que está sendo edificada pela empresa.

registrado em:
Fim do conteúdo da página