Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Formados bacharéis em Eng. Elétrica e Ciência da Computação
Início do conteúdo da página Notícias

Formados bacharéis em Eng. Elétrica e Ciência da Computação

Ao todo, dez concludentes foram diplomados no auditório do campus
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 04/02/2020 11h21
  • última modificação 04/02/2020 11h23

A solenidade de colação de grau dos cursos superiores de Bacharelado em Engenharia Elétrica e Ciência da Computação do Instituto Federal do Maranhão – Campus Imperatriz – aconteceu na noite desta quinta-feira, 30 de janeiro. O evento ocorreu no auditório do campus, onde foram diplomados dez concludentes, em cerimônia presidida pelo reitor do IFMA, professor Roberto Brandão.

Em seu discurso saudou os alunos, estendendo os cumprimentos aos familiares, docentes, professores homenageados, técnicos-administrativos, diretores e ex-diretores. Muitos ali presente compõem um grupo de profissionais que celebraram, no último dia 19 de janeiro, trinta anos de serviço público dedicados à educação de Imperatriz. Chegaram no município em 1990 para iniciar as atividades no Centro Federal de Educação Teológica (antigo Cefet – hoje IFMA).

“Somos pioneiros. Falo isso com propriedade porque também faço parte desta equipe. Atuei durante dez anos aqui e hoje tenho a honra de presidir este momento”, disse o reitor. Segundo ele, ao longo destes anos o IFMA – Campus Imperatriz – vem contribuindo para a formação da sociedade local e demais comunidades localizadas nas entrâncias da cidade e região.

Ressaltou ainda as mais de trinta obras que atualmente estão sendo realizadas nos campi espalhados pelo Maranhão, o que representa o esforço do IFMA para entregar à população uma educação de qualidade. “Em todos os níveis preparamos pessoas para lidar com pessoas e com o mercado de trabalho”.

Expressou gratidão, especialmente às famílias dos alunos, que favoreceram a caminhada ao longo do curso, possibilitando a formação. “Falo também da importância de uma cobrança individual sobre o que vocês farão amanhã. As oportunidades virão. Aproveitem! Retornem ao IFMA como alunos de pós-graduação ou como servidores concursados”, disse Roberto Brandão, acrescentando que cada um pode pregar o diferencial conquistado no IFMA, onde se formam os melhores profissionais do Maranhão.

As palavras do diretor do Campus Imperatriz, professor Saulo Cardoso, foram de agradecimento – primeiramente a Deus por ter permitido esta celebração – ao corpo docente, servidores administrativos e familiares que colaboraram para que esta realidade fosse possível para todos. “Este momento é apenas um degrau. Ainda há muita história pela frente. Vocês saberão devolver para a sociedade um pouco do muito que aqui receberam.”

O paraninfo, professor Luís Miguel Torres, destacou que a Engenharia Elétrica é também um lugar para mulheres. “Tenho fé que vocês serão uma ferramenta importante que trará mudanças”. Lembrou dos professores, pedagogos e demais servidores que trabalham diariamente para que o curso melhore cada vez mais. “Esta luta começou há trinta anos. De acordo com a avaliação do Ministério da Educação, nosso curso de Engenharia Elétrica foi considerado o oitavo melhor do Brasil. Obrigado por levarem o nome do IFMA não só para o país, mas para o mundo”.

Em seus juramentos, os formandos prometeram não se deixar cegar pelo brilho excessivo da tecnologia, disseminar o conhecimento e informação, comprometendo-se a buscar por mudanças, sempre em benefício da humanidade.

A oradora oficial das turmas, Maria Keliane Monteiro, retratou a colação de grau como um ciclo que se cumpriu. “O tempo do plantio findou-se. É chegada a hora da colheita. Hoje vivenciamos esta alegria, a felicidade de colher da terra que somos, os melhores frutos”.

Emocionado, João Paulo Viana, graduado em Ciência da Computação, frisou que foram muitas as lutas, mas que no final deu tudo certo. “São cursos difíceis, integrais que exigem tempo e dedicação. Com persistência, alcançamos a vitória”.

Participaram da mesa diretora, o diretor de Desenvolvimento Educacional do Campus Imperatriz, professor Cláudio Henrique Moura de Andrade, a chefe do Departamento de Ensino Superior e Tecnologia do campus, Adaci Batista Campos e os professores Thiago Freire e Antônio Elói de Sousa Júnior.

Galeria de Imagens

Fim do conteúdo da página