Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Alunos conquistam medalhas em olimpíadas nacionais
Início do conteúdo da página Notícias

Alunos conquistam medalhas em olimpíadas nacionais

Escola foi a única no Maranhão a receber o prêmio na edição 2020 das olimpíadas brasileiras de Física, Astronomia e Astronáutica. Cinco alunos receberam um total de sete medalhas nas duas competições
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 12/05/2021 14h40
  • última modificação 12/05/2021 14h43

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Imperatriz conquistou três premiações na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP) 2020 e quatro premiações na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. A escola foi a única no Maranhão a receber prêmios nas competições.

 

As olimpíadas foram realizadas no ano passado com três fases e o resultado foi divulgado neste ano.

 

Confira aqui o resultado da Olimpíada Brasileira de Física.

 

Confira, também, os resultados da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

 

“Acompanhamos este trabalho há vários anos e o evento é uma excelente ferramenta pra despertar talentos e interesses, principalmente pelo estudo das ciências exatas e tecnologias”, afirmou o professor de Física, Rivelino Vilela.

“Cada um destes e dos outros alunos participantes tem sido fundamental para influenciar positivamente as turmas, os colegas, o campus e melhorar o processo de ensino”, complementou o professor. “Mesmo os alunos não participantes aprendem que é possível conquistar os sonhos e o processo ensino-aprendizagem como um todo ganha mais um ponto de apoio… é uma ajuda nessa tarefa docente”, avaliou.

 

O estudante premiado Lucas Almeida de Oliveira, atualmente, cursa o 3º ano do curso Técnico em Química. “No ano passado, na 2a série, ele foi classificado no vestibular mais difícil do Brasil, de Engenharia do ITA, mas não o aceitaram porque ainda não tinha concluído o Ensino Médio, nem tinha a idade exigida”, frisou.

 

Os estudantes que participaram da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica foram orientados pelo professor Ronaldo Rego.

 

“Este resultado é muito importante para o campus e para o IFMA, pois demostra a qualidade do trabalho que se desenvolve nos campi”, concluiu Rivelino.

registrado em:
Fim do conteúdo da página